CRISE PARA OS TRADUTORES PROFISSIONAIS?

A crise econômica, ampliada pela pandemia,  afetou o mundo todo, mas a maior parte dos países estão enfrentando também uma crise política, de credibilidade, segurança pública,  de mudança de costumes e de paradigmas em diversas áreas. 

O mundo vem sendo repensado, desafiando, exigindo competência, criatividade, coragem e resiliência.

Para os prestadores de serviços de tradução esta situação também é uma realidade. Não existe exceção.  Ninguém, nem um tipo de profissional ou empresa nas mais diversas áreas escapou.  Das pequenas empresas às grandes corporações, todas estão premidas pelas mesmas dificuldades.

As zonas de conforto estão sendo confrontadas e os remédios mais amargos não estão sendo recusados pelos que estão mantendo o foco na superação.

Como sempre, a solução está em abrir-se para as alternativas. Os tradutores profissionais não devem perder os concursos para tradutor juramentado, se é um tradutor técnico, especializa-se mais, procura conhecer novas ferramentas de suporte à tradução humana, tão importantes na obtenção de padronização de linguagem, ganhos de qualidade e redução de custos para os contratantes.

 Existem enormes perspectivas para os locutores multilíngues, para os tradutores especializados em legendagem de vídeos, para os tradutores especializados em interpretação online nas companhias telefônicas, na interpretação consecutiva ou na interpretação simultânea.

A transcriação é outra alternativa muito interessante. Considerando o quanto tem aumentado a necessidade de desenvolvimento de conteúdos multilíngues para a Internet ou a chamada mídia digital multilingue , esta é mais uma área em que vale a pena especializar-se.

Otimismo, especialização e mãos à obra!!!